Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir pro rodapé

Artigos

v. 12 n. 12 (2021): 12ª Edição

Atenção básica: papel da enfermagem nas síndromes hipertensivas gestacionais no contexto atual

Enviado
março 2, 2021
Publicado
julho 14, 2021

Resumo

Introdução: A doença classificada como COVID-19, é causada pelo vírus SARS-CoV-2, sendo o agente causador de uma série de casos de infecções em especial as respiratórias. A gravidez é um processo fisiológico que traz ao organismo materno uma série de alterações físicas e emocionais. Geralmente o período gestacional acontece sem intercorrências. Contudo, em alguns casos, ele pode representar riscos, alterando o ciclo gestacional. Os distúrbios hipertensivos representam uma causa de mortalidade materna de impacto mundial. Objetivos: O objetivo deste estudo foi analisar a recente literatura publicada através de periódicos disponíveis nos sites da Lilacs, Scielo e Pubmed, reunindo informações no intuito de fornecer elementos que possam contribuir para o conhecimento científico sobre, desvelar o papel da enfermagem frente a pandemia do novo coronavírus na assistência de pré-natal ofertada para gestantes com síndromes hipertensivas. Métodos: Os dados descritos neste estudo foram oriundos artigos científicos publicados nas bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Eletrônic Library Online (SCIELO) e National Library of Medicine (PUBMED). Resultados e discussão: Durante a gestação a mulher está sujeita a condições especiais, inerentes ao estado gravídico, que acarretam mudanças nos processos metabólicos. A Atenção à Saúde da mulher no período gestacional implica em uma assistência de qualidade e humanizada, com vistas a compreender o processo saúde-doença sob uma nova percepção. Dessa forma, é necessário entender a paciente na sua integralidade, singularidade e multidimensionalidade. A doença, denominada Covid–19, é uma síndrome respiratória transmitida pelo vírus a partir da transmissão por gotículas provenientes de tosse ou espirro da pessoa infectada, que podem atingir a via respiratória alta. Durante situações de surtos e epidemias, as UBS e ESF tem papel fundamental na resposta global à doença em questão, acolhendo casos mais leves, identificando e encaminhando às unidades referenciadas os casos graves e com risco de vida. Considerações Finais: Ao refletir sobre o atual cenário de enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus, conclui-se que mesmo diante de muitas dificuldades a Atenção  Primária  à  Saúde, ainda se configura como ancora na busca pela melhor assistência prestada não só para as gestantes, mas também para toda a população.